Confirmado casos de raiva herbívora em comunidades do interior de Soledade

Publicado em 05/04/2019 15:36:08

Resultado dos exames realizados atestaram que os óbitos de aproximadamente 50 bovinos foram da doença

Foram confirmados os casos de raiva herbívora nas comunidades da Margem São Bento e São Sebastião, no interior de Soledade. Os laudos dos exames realizados pelo Instituto de Pesquisa Veterinárias Desidério Finamor (IPVDF) apresentaram resultado positivo, o que atesta que os cerca de 50 animais morreram da doença.

Os primeiros casos começaram a surgir em meados do dia 22/3, quando o médico veterinário da Coagrisol, Bolívar Camargo, foi chamado por um produtor integrado da cooperativa para atender um animal. No decorrer dos outros dias, novos casos começaram a surgir, o que pôs em alerta os profissionais.

O principal transmissor desta zoonose para os bovinos e equinos são os morcegos hematófagos. A sintomatologia apresentada é salivar bastante, perda motora, especialmente dos membros posteriores, agressividade, ficar somente deitado, não se alimentar. Se algum animal apresentar estes sintomas, deve ser chamado um médico veterinário.

A orientação da Inspetoria de Defesa Agropecuária é que s produtores residentes em um raio de 10Km de onde ocorreram os óbitos, ou seja, Soledade, Mormaço e Ibirapuitã, devem adquirir as vacinas nas casas agropecuárias e aplicar em seu rebanho como medida de prevenção. Outro alerta é para fazer que façam uso de equipamento de proteção individual (EPI), especialmente a luva. Outro cuidado a ser tomado é com os animais de pequeno porte, como cães e gatos, para que não se alimentem das vísceras ou carcaça do bovino ou equino infectado.

Raiva x humanos
No momento em que foi informado da suspeita de raiva em Soledade, a Secretaria Municipal de Saúde já tomou as providências. Foram até as comunidades que tinham as suspeitas e vacinaram todos que tiveram contato com os animais doentes. Além disso, também foi administrado o soro em alguns.

Só se é iniciada a profilaxia naquelas pessoas que tiveram contato com a saliva, mordida ou arranhada pelo animal suspeito. O protocolo a ser seguido é a aplicação de quatro doses da vacina: a primeira quando se toma conhecimento (dia zero), outra três dias após, sendo que a próxima no sétimo dia e a última dose no 28º dia.

Fonte: Portal ClicSoledade

Recado do Ouvinte

Envie seu recado, sua sugestão, dúvida, etc.

Publicidade | clique e saiba como anunciar

Rádio Cultura AM 1.450 - Arvorezinha: Av. Barão do Triunfo, 584 - Fone: (51) 3772-2129 / 3772-2443

Rádio Cultura FM 92.3 - Arvorezinha: Av. Barão do Triunfo, 584 - Fone: (51) 3772-2129 / 3772-2443

Rádio Cultura FM 96.5 - Fontoura Xavier: Av. 09 de julho, 1700, 2 Andar - Fone (54) 3389-1110

Rádio Cultura FM 105.5 - Anta Gorda: Rua Doutor Campos 362 Sala 303, 1 Andar (51) 3756-1284

Melhor Visualizado com Internet Explorer 9+ / Firefox 3.6+ / Google Chrome 2x+